Últimas Notícias
Home > Destaque > Aedes aegypti: boletim aponta mais de 3.000 casos prováveis de dengue no Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste em 2021

Aedes aegypti: boletim aponta mais de 3.000 casos prováveis de dengue no Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste em 2021

Dados da SES são de janeiro a abril deste ano. Uberaba e Santa Vitória lideram o ranking com maior número de casos prováveis de dengue e, até o momento, foram registrados 80 casos prováveis de chikungunya e 12 de zika nas regiões; veja tabelas com todas as cidades.

As cidades do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste registraram 3.113 casos prováveis de dengue entre o dia 1º de janeiro e o último domingo (18). A informação foi divulgada no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que também apontou dados da zika chikungunya.

De acordo com a SES, até o momento, apenas uma morte por dengue foi confirmada em MG, na cidade de Paracatu. Já foram registrados 80 casos prováveis de chikungunya e 12 de zika nas cidades da região. (Confira abaixo).

Dengue

 

De acordo com a SES-MG, entre os 76 municípios das regiões, lideram o ranking com os maiores números de registros Uberaba com 1.062 casos prováveis e Santa Vitória com 533. Em 2021, não houve registro de mortes causadas pela doença, segundo o boletim.

Casos prováveis de dengue de 1º de janeiro à 18 de abril de 2021

Cidade Casos prováveis
Abadia dos Dourados 2
Água Comprida 2
Araguari 54
Araporã 38
Arapuá
Araxá 22
Brasilândia de Minas 5
Cachoeira Dourada 2
Campina Verde 4
Campo Florido 2
Campos Altos 1
Canápolis 3
Capinópolis 24
Carmo do Paranaíba 1
Carneirinho 9
Cascalho Rico
Centralina 7
Comendador Gomes
Conceição das Alagoas 28
Conquista 7
Coromandel 31
Cruzeiro da Fortaleza 2
Delta 2
Douradoquara
Estrela do Sul 1
Fronteira 44
Frutal 23
Grupiara 1
Guarda-Mor 1
Guimarânia
Gurinhatã 6
Ibiá 18
Indianópolis 1
Ipiaçu 3
Iraí de Minas 4
Itapagipe 16
Ituiutaba 41
Iturama 88
João Pinheiro 3
Lagamar 2
Lagoa Formosa 3
Lagoa Grande
Limeira do Oeste 172
Matutina
Monte Alegre de Minas 12
Monte Carmelo 108
Nova Ponte 4
Paracatu 32
Patos de Minas 259
Patrocínio 27
Pedrinópolis 2
Perdizes 2
Pirajuba 4
Planura 9
Prata 1
Pratinha
Presidente Olegário 22
Rio Paranaíba 1
Romaria 9
Sacramento 7
Santa Juliana 17
Santa Rosa da Serra
Santa Vitória 533
São Francisco de Sales 2
São Gonçalo do Abaeté 5
São Gotardo 2
Serra do Salitre 6
Tapira
Tiros 4
Tupaciguara
Uberaba 1062
Uberlândia 282
União de Minas 12
Varjão de Minas 1
Vazante 14
Veríssimo 1
Total 3.113

Incidência do Aedes aegypti

 

As regiões de Patos de Minas e Unaí, que abrange Paracatu, estão com baixo risco de incidência do mosquito. Já as regiões de Uberlândia, Uberaba e Ituiutaba foram classificadas com médio risco de incidência.

De acordo com a SES-MG, o resultado da avaliação é feito após a junção de nove indicadores, como casos prováveis de dengue, zika e chikungunya, internações pelas doenças e outros. No fim, o valor é somado. Veja abaixo a situação das regiões.

  • Baixo: < 24
  • Médio: 25 a 49
  • Alto: 50 a 74
  • Muito alto: > 74

 

Índice de incidência do Aedes aegypti nas regiões

Região Risco
Patos de Minas 8 – Baixo
Uberlândia 27 – Médio
Uberaba 41 – Médio
Ituiutaba 27 – Médio
Unaí 9 – Baixo

Chikungunya

 

Em relação à chikungunya, o boletim atual apontou que as regiões registraram 80 casos prováveis. Uberaba também tem o maior número de casos prováveis, 64.

Ituiutaba têm seis casos prováveis da doença. Carneirinho, Iturama e Pirajuba têm dois registros prováveis cada uma. Guarda-Mor, Ibiá, Paracatu e Santa Juliana tem um caso cada. Não há confirmação de mortes pela doença.

Zika

 

Conforme a SES-MG, as cidades Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste somam 12 casos prováveis de zikaSanta Vitória têm cinco casosItuiutaba e Uberaba têm três e Limeira do Oeste tem um.

Casos prováveis de zika e chikungunya

Município Casos prováveis de chikungunya Casos prováveis de zika
Carneirinho 2
Guarda-Mor 1
Ibiá 1
Ituiutaba 6 3
Iturama 2
Limeira do Oeste 1
Paracatu 1
Pirajuba 2
Santa Juliana 1
Santa Vitória 5
Uberaba 64 3
Total 80 12

Minas Gerais

 

Os dados divulgados da SES-MG no Estado avalia desde o dia 30 de novembro de 2020 e o último domingo, diferentemente do recorte feito para os municípios.

Durante o período, 16.037 casos prováveis de dengue foram registrados em Minas Gerais, sendo que 5.794 foram confirmados. Além disso, são investigados quatro óbitos e outra foi confirmada em Paracatu, Noroeste de MG.

Em relação à chikungunya, são 2.881 notificações, sendo que 2.053 foram confirmadas. Não há vítimas da doença.

Já de zika, o Estado confirmou 12 casos de 93 prováveis e nenhuma pessoa morreu em Minas Gerais durante o período.

Fonte SES/G1

Sobre Portal MAM NEWS

Deixe uma Respposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Veja Também

Governo de MG vai pagar dívida de quase R$ 7 bilhões da saúde aos municípios

O governo de Minas Gerais chegou a um acordo com a Associação Mineira de Municípios (AMM) para o pagamento dos recursos ...