Home > Geral > Automação do sistema elétrico da Cemig vai agilizar restabelecimentos emergenciais

Automação do sistema elétrico da Cemig vai agilizar restabelecimentos emergenciais

Sistema instalado em pontos estratégicos beneficia a população da região, reduzindo o tempo de restabelecimento
O sistema elétrico de 53 municípios do Triangulo Mineiro e Alto Paranaíba e Sistema instalado em pontos estratégicos beneficia a população da região, reduzindo o tempo de restabelecimento.

O sistema elétrico de 53 municípios do Triângulo e Alto Paranaíba está recebendo a instalação de 147 religadores e outros equipamentos na rede elétrica de distribuição de energia. As melhorias estão sendo realizadas pela Cemig para garantir a continuidade do fornecimento de energia aos seus clientes. As obras já estão em andamento e devem ser concluídas nos próximos meses, representando cerca de R$ 3,2 milhões em investimentos.

Equipamentos fundamentais para a continuidade do fornecimento de energia, os religadores restabelecem o sistema elétrico em caso de perturbações causadas por ações muitas vezes externas ao sistema elétrico, como colisão de veículos em postes e árvores caídas sobre a fiação. “Nessas situações, o sistema identifica automaticamente o ponto onde houve a interrupção, isola a área danificada e normaliza rapidamente o fornecimento de energia para os clientes”, informa Cladston da Silva Santana, gerente de Expansão e Manutenção Preventiva da Cemig.

Além de agilizar o restabelecimento de energia, os religadores colaboram para preservar a segurança da população. Ao se depararem com algum defeito, como curto circuito, os religadores automáticos realizam ciclos de aberturas e fechamentos até finalizar o problema. Em caso de defeito permanente, os religadores automáticos ficam ativados para proteção do circuito elétrico, até a normalização do sistema e religação manual.

Modernos e versáteis, os religadores possuem tecnologia acessível para redes elétricas urbanas e rurais. “Nas cidades, sua utilização é mais comum em áreas com grande concentração populacional e de manutenção da vida, como hospitais, e assim garantem a continuidade do abastecimento para o maior número de clientes em caso de perturbação transitória na rede elétrica. Em áreas rurais, em que os circuitos são longos e atendem a clientes em sua maioria dispersos, a instalação de religadores agiliza o restabelecimento a esses clientes”, informa Cladston.

Resultados

No ano passado, a Cemig instalou 167 religadores e outros equipamentos na rede elétrica de distribuição de energia no Triângulo e Alto Paranaíba. Aliados a outros investimentos, os resultados começaram a ser percebidos. Em 2020, a empresa alcançou a menor duração de interrupções de sua história, pela primeira vez abaixo de dez horas por ano.

Investimento na rede elétrica

No período de 2018 a 2022, os investimentos da Cemig em melhorias em linhas de distribuição, subestações, religadores, redes de média e baixa tensão e medidores, por exemplo, compreende o montante de R$ 6,2 bilhões. O valor contribui para viabilizar o desenvolvimento econômico e social do estado, uma vez que está distribuído por todas as regiões de Minas Gerais.

Fonte Cemig

Sobre Portal MAM NEWS

Deixe uma Respposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Veja Também

Vereadora montealegrense Nega do Vino desenvolve projeto social voltado para para pessoas de baixa renda

Quantas pessoas recebem a recomendação para usar algum equipamento de saúde como Muletas, cadeiras de banho, andadores entre outros e ...