Home > Destaque > Escola Estadual Tancredo Martins orgulho montealegrense a quase I século

Escola Estadual Tancredo Martins orgulho montealegrense a quase I século

Escola Estadual Tancredo Martins completou no último dia 20 de Janeiro 93 anos de existência
Convidamos todos leitores do Portal MAM NEWS para fazer uma viagem no tempo e conhecer um pouco da linda história dessa Escola.
No ano de 1923, foi eleito agente executivo da cidade de Monte Alegre de Minas, o Coronel Antônio José Carlos Peixoto, homem de grandes ideais, que voltou seus olhos para o progresso e desenvolvimento de sua cidade.
Sabendo ele, que o progresso só é possível por meio da educação, empenhou todo o seu esforço e prestigio para trazer para sua cidade um estabelecimento de ensino estadual, procurou apoio com vários amigos e políticos para alcançar o seu objetivo, e eis que lhe surge um amigo, advogado exímio da capital mineira, Dr. Tancredo Martins, que se pondo a inteira disposição do Coronel Antônio José Carlos Peixoto, se propôs a trabalhar junto ao Governador do Estado, naquela época, Dr. Antônio Carlos Ribeiro de Andrade, para que todos os papéis fossem encaminhados, a fim de que o decreto de criação de um estabelecimento de ensino para Monte Alegre de Minas fosse assinado.
Origem do nome e data de crianção
E depois de muito esforço e persistência conseguiu em 23 de janeiro de 1925 o Decreto Nº.6772, assinado pelo Governador Dr. Antônio Carlos Ribeiro de Andrade criando um Grupo Escolar na cidade de Monte Alegre de Minas, que recebeu o nome de “Tancredo Martins” em homenagem ao Dr. Tancredo Martins que muito trabalhou para sua fundação.  Este decreto foi publicado no Jornal Minas Gerais 24 de janeiro de 1925.
Construção Conforme autorização Nº.117 18 de fevereiro de 1927 do Exmº Sr. Secretário das Finanças do Estado, Sr. Gudesteu Pires, foi passada uma escritura de permuta entre o Estado de Minas Gerais representado pelo Coletor Estadual, cidadão Major Luis Soares Parreira, e a câmara Municipal de Monte Alegre de Minas, representada pelo seu presidente Coronel Antônio José Carlos Peixoto.
Escrituração do imóvel e construtor
Esta escritura está lavrada no 2.º Tabelionato desta comarca e foi redigida pelo Sr. Epaminondas Machado de Barros, no livro nº 43, fls. 2 –vº, em trinta de abril de 1927. Foram testemunhas do ato o Sr. Francisco Luiz Mamede e o Sr. Theotônio Joaquim Macedo. O terreno situado na Praça da Matriz, hoje Praça Luis Dutra Alvim, medindo 34 metros de frente por 60 metros de fundo, ou seja, 2.040 metros quadrados.Esta escritura foi transcrita no Registro Geral de Imóveis desta Comarca sob o nº 2394, livro 3 –F, fls.: 18 vº a 19, em 18 de maio de 1927 –registro feito pelo oficial Epaminondas Machado Barros.Depois da escritura foi iniciada a construção de prédio em convênio com o Estado, ficando a obra à cargo de empreiteiro Joaquim Ferreira Cruz. Foram construídas 4 salas de aula, 1 diretoria, 1 secretaria, 5 mictórios e corredores.Mais tarde, no Governo de Nicanor Parreira, no ano de 1943, em convênio com o Estado, foram construídas 3 salas de aulas e 1 museu. Separadamente foi construídauma cantina Escolar.

 

Data da Inauguração,  ata e pronunciamento das autoridades

Registro dos primeiros docentes da escola
Hoje contamos com 10 salas de aula, biblioteca, secretaria, diretoria, quadra, cantina, corredores, banheiros, numa área total de 3329m².InstalaçãoTendo concluído a constituição do Estabelecimento de Ensino, estando o seu corpo docente já formado, deu-se em 20 de  janeiro de 1928 a inauguração do prédio e em fevereiro do mesmo ano a instalação das aulas.  Na solenidade de inauguração do Sr. Luis Dutra Alvim lavrou a seguinte ata:“ATA DA SESSÃO SOLENE DA INAUGURAÇÃO OFICIAL DO GRUPO ESCOLAR TANCREDO MARTINS”. “Aos vinte dia do mês de janeiro de 1928, nesta cidade de Monte Alegre, Estado de Minas Gerais, dos Estados Unidos do Brasil, as vinte e uma horas do referido dia, presente aqui no Salão nobre do Grupo Escolar desta cidade, o corpo docente do estabelecimento composto do Sr. Diretor Aristides Patrício de Araujo, professoras Dona Eufrausina da Costa Araújo, Alcina Costa de Araújo, Elvira Bianchi e Guilhermina Dutra Alvim, como o Sr. Presidente da Câmara, representante do Sr. Governador do Estado, Sua Exercia. O Dr. Antônio Carlos Ribeiro de Andrade e demais pessoas gradas desta localidade e localidades circunvizinhas, foi aberta a sessão solene para o fim de ser dado a inauguração do Grupo Escolar “TANCREDO MARTINS”. Ocupando a presidência da cessão o senhor Aristides Patrício de Araújo, depois de declarar aberta a sessão dirigiu-se aos que se achavam presentes, e, em palavra bem traduziram o seu sentimento de civismo, disse a presente sessão fora convocada para o fim único e exclusivo de ser dada a inauguração o Grupo Escolar “TANCREDO MARTINS”, e ainda mais, agradeceu, depois da saudação ao Sr. Presidente da Câmara, representante do Sr. Governador do Estado, e a todos os que se achavam presentes, a grata maneira por que cada um aqui, quer se dizer, atendera ao convite para assistirem a presente sessão solene, sendo , ao terminar a sua oração muito felicitado. Em seguida pediu a palavra o Sr. José Soares e, numa elegante linguagem dirigiu-se ao povo, dizendo que se congratulava com o povo de Monte Alegre, pelo seu maravilhoso progresso com referência ao ensino, recebendo ao terminar as palmas merecidas. Feito assim se levantou o Revmº PE. José Magalhães e, num brilhante improviso, pediu a Deus as bênçãos sobre toda a Monte Alegre, e continuando, implorava as graças dos céus para que continuassem sempre em progresso a nossa terra, como sempre tem sido, e disse mais que acreditava na operosidade de sua Excia. –o Dr. Antônio Carlos, Governador do Estado, como referência ao interesse pela causa do Ensino no nosso Município. Em seguida falou o Sr. Joaquim Ferreira Cruz, que agradeceu o auxílio, como filho de Monte Alegre que é, ao povo da terra, desde o inicio ao fim das obras do Grupo Escolar, do qual fora o encarregado e empreiteiro. E por último, falou a professora D. Elvira Bianchi, saudando o Governador e mostrando o seu júbilo pela presente inauguração. E por nada mais haver, foi encerrada a sessão, da qual lavrou-se a presente ata, que vai convenientemente assinada.
Assinaram a Ata de inauguração
“Eu, Luís Dutra Alvim, convidado para Secretário, quem a lavrou.”Aristides Patrício de AraújoEufrausina Costa de AraújoAlcina Costa de AraújoElvira BianchiGuilhermina Dutra Alvim, Nicanor Parreira, Pe. José Magalhães Gonçalves de Sousa, Joaquim Ferreira Cruz, José Soares Júnior, Wolney José Bernardes, Luis Bianchi, Gastão de Oliveira, Isoleta Villela Alessandri, Engº Dr. Vitório Alessandri, Juvenal Luiz Mamede, Ignácio de Sousa Guimarães, Oscar Penha, Luiz Soares Parreira Júnior, Manoel Pedro de Faria, MiguelC. Nogueira, José Bastos Júnior, Álvaro Martins de Sá, João Francisco Guerra, João Barros Maia, João Rodrigues Sobrinho, Berthoaldo Thomaz de Aquino, Ambrósio Felix Fraga, Antônio Pereira Guimarães, Verediano Ferreira Diniz, Candido José de Moura, Waldemar Soares Parreira, Virgilio Moreira de Faria Alvim, Leoni Dutra Alvim, Luiz Dutra Alvim.

 

Termo de abertura do início das aulas pelo 1º diretor da Escola Tancredo Martins (Aristides Patrício de Araújo)
Na instalação das aulas foi lavrado pelo Diretor do Estabelecimento o seguinte termo de abertura: “As 12 horas do dia 1º de fevereiro de 1928, reunidos com o Diretor do Grupo Escolar desta cidade de Monte Alegre, Aristides Patrício de Araújo, Elvira Bianchi e Guilhermina Dutra Alvim, o Sr. Inspetor Escolar e mais pessoas gradas, procedeu-se, num dos salões do referido estabelecimento, a abertura solene das aulas de que fala o artigo 281 –único do novo regulamento do ensino primário –em vigor. Depois de feita a chamada geral dos alunos matriculados e verificar-se o comparecimento de 217 alunos de ambos os sexos, foram dados pelo Diretor, alguns conselhos e feitas várias recomendações aos mesmos, mostrando-lhes a necessidade que tem cada aluno de cumprir o seu dever, ser obediente, honesto e estudioso. Nada mais tendo a dizer, foram entoados alguns hinos e terminados os trabalhos do presente dia. Para constar, lavrou-se o presente termo que vai assinado pelo Diretor do Grupo, professoras acima mencionadas e o Sr. Inspetor Escolar”. Monte Alegre de Minas, 1º de fevereiro de 1928, Aristides Patrício de Araújo –Diretor do Grupo, Eufrausina Costa de AraújoAlcina Costa de Araújo, Elvira Bianchi, Guilhermina Dutra Alvim, Dr. Antenor Airosa Machado.
Reformas e ampliações no decorrer dos anos
Reformas e ampliaçõesA Escola Estadual “Tancredo Martins”= R.O.2.O.B.3. de Monte Alegre de Minas, ocupa um prédio próprio, construído em 1925, iniciando sua atividades em 1928, passando por uma reforma geral em 1974, pequenos reparos em 1988 e reforma geral em 1994.  A área da Escola é de 3.329 m². No final de 1994 a Escola recebeu recurso para reformar suas dependências físicas que hoje se encontra em ótimo estado e excelente condições de uso. Pois recentemente passou por uma nova reforma com ampliação que durou de 15/09/2000 à 30/08/2001.
Corpo docente e posse do 2º Diretor da Escola
Corpo Docente1 -Diretores O Sr. ARISTIDES PATRICIO DE ARAÚJO veio à nossa cidade especialmente para dirigir o estabelecimento de ensino fundado, no qual foi empossado em 2 de janeiro de 1928 pelo Inspetor Escolar Fr. Antenor Airosa Machado. Dirigiu o Estabelecimento com muito otimismo até fins de 1931. Tendo o Sr. Aristides Patrício de Araújo sendo removido para o Grupo de Patrocínio, Dr. Eufrausina Costa de Araújo assumiu a direção do estabelecimento em 30 de setembro de 1931. Em 11 de novembro do mesmo ano, foi designada pelo Sr. Secretário, para exercer o cargo de Diretoria, sem ônus para o Estado. Finalmente foi nomeada por concurso, diretora efetiva em 5 de junho de 1935, tomando posse em 1º de julho do mesmo ano. Por motivo de afastamento de D. Eufrausina Costa de Araújo em 30 de junho de 1940, ficou na direção a professora Elvira Bianchi, por ser a professora mais velha do estabelecimento. Depois foi designada a professora Maria Antonieta Alessandri como substituta da diretora comissionada D. Nair de Assis.
Tendo sido comissionada por ato de 19 de agosto de 1940, na regência do Grupo Nair de Assis, diretora do grupo de Conquista tomou posse do cargo em 8 de outubro do mesmo ano, porém não entrou em exercício por ter requerido à Secretaria um mês de licença para tratamento de saúde. Ficou como diretora até o fim de 1942. Em 1943 ficou como diretora a professora Silvia Vilela Alessandri. Em 1º de janeiro de 1945 a diretoria foi entregue a professora Alda Guimarães Machado, ficando como designada até 2 de abril de 1956, data em que tomou posse como Diretora efetiva, continuando por longos anos com muita competência e entusiasmo. Contextualização da E. E.Tancredo Martins no desenvolvimento histórico do município.
Desde a fundação da E. E. Tancredo Martins ela esteve comprometida com a formação do cidadão monte alegrense, trabalhando dia-a-dia com excelentes profissionais do ensino.Além dos diretores, alguns já mencionados anteriormente, passaram no grupo escolar Tancredo Martins, professores renomados e dignos de serem lembrados, pois fizeram tudo para o maior brilhantismo do ensino e para engrandecer o nome do estabelecimento. Eufrausina da Costa Araújo, Guilhermina Dutra Alvim, Alcina Costa Araújo, Maria José Mamede, Gilda Costa de Araújo, Ruth Souza, entre várias outras igualmente competentes e ilustres. Enfim, a E. E. Tancredo Martins foi e é um portal para o desenvolvimento Municipal da Educação de Monte Alegre de Minas.
A Escola Estadual “Tancredo Martins” no desenvolvimento Histórico de Monte Alegre de Minas, segundo a visão do Professor Alex Machado Knippel.  A Escola Estadual “Tancredo Martins” funde-se e mescla-se com a própria história de nossa cidade, haja vista que geralmente, o desenvolvimento histórico de uma comuna é ligado à educação de seu povo. É a população que faz a história.
A Escola Estadual “Tancredo Martins”, em Monte Alegre de Minas, com seu quase 100 anos de existência, foi praticamente o berço da educação de seus filhos. As raízes educacionais de todas as famílias de montealegrense encontraram, entre aquelas paredes sólidas, bases concretas e seguras para que se consolidasse o desenvolvimento histórico de nossa cidade. Inaugurado em 1928, o majestoso prédio do Grupo Escolar “Tancredo Martins”, localizado na antiga Praça Rui Barbosa, era o orgulho daquela pequena, mas altaneira população de Monte Alegre. As primeiras classes foram formadas com crianças que denotavam um misto de orgulho, alegria e confiança em um futuro melhor, e, para comandar toda essa mistura de sentimentos, começaram a surgir as pérolas de um valioso e magnífico colar.
Representadas pelas raras formandas em um Curso Normal, na época, vieram as Araújo, as Guimarães Machado, as Alessandri, as Bianchi, as Parreira, as Gonçalves, e, tantas outras, que foram as primeiras grandes mestras de nossa terra! Abnegadas, altruístas, dedicadas, carinhosas e sábias aquelas “pérolas do saber” transmitiram a seus pupilos todo o seu vasto cabedal de conhecimentos preparando-os para seguirem condignamente suas carreiras estudantis e profissionais. Imaginem, de 74 anos para cá, quantos montealegrense foram alunos desta escola.
Espalharam-se pelos mais distantes e variados rincões de nosso imenso país, representando todos os segmentos profissionais possíveis! Centenas já se aposentaram. Centenas já partiram desta vida. Os que estão vivos lembram com saudades os seus primeiros passos escolares no Grupo Escolar “Tancredo Martins!”.
Temos a mais convictae absoluta certeza de que, se fizermos uma pesquisa entre a população de nossa cidade, perguntando a todos os moradores, especialmente aos mais idosos, sobre o que, em nossa terra, mais se ligam à história, todos sem titubear, responderão: É A ESCOLA “TANCREDO MARTINS”!
A seqüência administrativa da Escola Estadual Tancredo Martins é a seguinte:
Diretores:
  • Aristides Patrício de Araújo –1928 à 1931;
  • Eufrausina Costa de Araújo –1931 a 1940;
  • Elvira Bianchi –1940;
  • Maria Antonieta Alessandri –1940;
  • Nair de Assis –1940 à 1942;
  • Sílvia Villela Alessandri –1943 à 1944;
  • Alda Guimarães Machado –1945 à 1956 (designada) 1956 à 1973 (efetiva);
  • Amália Diniz de Moura –1973 à 1975;
  • Nina Fonseca Parreira –1975 à 1985;
  • Eliana Alessandri Reis Faria -1985 à 1991;
  • Heloísa Diniz Machado Miranda –1991 à 1992;
  • Marta Raquel Parreira Tannús –1992 à 1993;
  • Odete Ribeiro da Silva –1994 à 1999;
  • Deuzeni Gervásio da Silva Moura –3 mandatos –2000 até os dias atuais
Tombamento
Como reconhecimento de toda esta história magnifica e tudo que a Escola Estadual de  Monte Alegre de Minas representa,  o Diretor de Patrimônico Histórico Cultural Sr. Leonardo Augusto Reis, tomou medidas, juntamente com a Administração municipal para tomabar esse Patrimônio Cultural de nosso município, e assim se deu de acordo o Decreto nº 3.170 –A de 01 de março de 2002 a Escola Estadual Tancredo Martins é um Bem tombado do nosso Patrimônio Histórico e Cultural.

Sobre Portal MAM NEWS

Deixe uma Respposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

x

Veja Também

Homem é encontrado desacordado com cortes de facão em Uberlandia

Um homem foi encontrado ferido com cortes profundos causados por facão na cabeça, na noite deste domingo (19), no loteamento ...